Sábado, 21 de Maio de 2022

Tempo aberto

Taubaté - SP

Geral Pará

Hospitais Regionais garantem serviços de alta complexidade aos usuários do SUS

Desde o ano de 2019, o governo do Estado entregou seis unidades hospitalares que têm assegurado atendimento à Saúde, com qualidade à população paraense

14/05/2022 às 11h25
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:

Levar serviços de média e alta complexidade cada vez mais perto dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que residem distantes de Belém, tem sido o principal objetivo do governo do Estado, com a implantação de Hospitais Regionais nas diversas regiões do Pará. Desde 2019, foram entregues seis unidades hospitalares, que mudaram a realidade do atendimento à população paraense.

Entre eles, merecem destaque as duas instituições inauguradas em julho de 2020, em plena pandemia de covid-19, o Hospital Regional do Tapajós (HRT), em Itaituba; e o Hospital Público Geral de Castelo de Sonhos (HPGCS), no Distrito de mesmo nome, em Altamira, anseios antigos da população de lá, que antes precisava se deslocar até Santarém para conseguir atendimento ambulatorial e hospitalar especializados. 

O HRT é referência em Traumatologia, disponibilizando pronto atendimento em Politrauma, com suporte de Cirurgia Geral, Ortopedia e Neurologia. 

Segundo o diretor do HRT, Marcelo Azevedo, a região do Tapajós tinha uma carência de atendimento cirúrgico nos casos de Traumatologia e Ortopedia, o que resultava em grande número de pacientes com sequelas. Só em 2021, o HRT realizou 4.500 consultas e 2.400 cirurgias nessas áreas. “Ao oferecer atendimento porta aberta e referenciado pela Central de Regulação para Politrauma, os pacientes politraumatizados chegam rapidamente, permitindo processos cirúrgicos em quadro inicial, o que garante melhores resultados e mais rápida recuperação aos pacientes”, afirmou.

O Hospital também é referência em Obstetrícia de alto risco e no cuidado materno-infantil. A unidade conta com duas salas cirúrgicas exclusivas para a Obstetrícia, e cinco salas de pré-parto, parto e pós-parto (PPPs).

O atendimento de grávidas ocorre via porta aberta 24 horas ou via regulação no caso de gestante de alto risco. O serviço também dispõe de 10 leitos de UTI pediátrica, 10 leitos de UTI neonatal e 05 leitos de Unidade Canguru. A disponibilização de leitos de UTI Pediátrica e Neonatal contribuiu para redução da fila de espera e redução da mortalidade infantil e neonatal.

Hemodiálise -Outro serviço fundamental é o de Terapia Renal Substitutiva (Hemodiálise), que integra o setor de Nefrologia. “São 351 sessões de hemodiálise, em média, por mês. Hoje não há pacientes em fila de Regulação aguardando vaga para hemodiálise no HRT”, garantiu Marcelo Azevedo.

O HRT trouxe ao paciente morador dos municípios do Tapajós acesso e a comodidade de estar próximo de casa, pois vários pacientes, antes, realizavam as sessões de hemodiálise em Santarém. 
Além disso, o setor de Nefrologia possui atendimento especializado com uma equipe de médicos nefrologistas de plantão 24h, equipe de enfermagem e técnicos de enfermagem, nutricionista, assistente social e psicólogo. 

No primeiro trimestre de 2022, foram 1.286 sessões, sendo 502 só no mês de março, representando 40% da produção apurada no período.

Nesse período, o HRT também registrou 1.089 internações de pacientes procedentes de 30 municípios das regiões do Tapajós, Xingu, Baixo Amazonas e outras localidades, sendo 78,7% do próprio Tapajós. O município com o maior número de internações foi Itaituba com 624, representando uma taxa de 72,8% do total do Tapajós. 

O Ambulatório realizou 6.779 consultas em 20 especialidades e houve 1.719 atendimentos em urgência e emergência.

Além de exames laboratoriais, o HRT dispõe de exames de imagem e métodos gráficos, com destaque para ressonância magnética, mamografia, tomografia computadorizada geral, ultrassonografia geral e com Doppler, Holter, teste ergométrico e endoscopia digestiva alta e colonoscopia.

Paulo Marcelino, técnico marceneiro, deu entrada na unidade após um acidente de moto. Ele contou que estava indo pescar junto com um amigo, quando caiu ao passar por um buraco. “Tentei apoiar a mão no chão para segurar a moto, mas meu amigo caiu por cima do meu braço e quebrou”.

Ele disse que durante todo tempo que passou internado foi bem tratado e agradece aos profissionais. “O meu atendimento foi 100%. Sou grato a todos. Estão todos de parabéns”. Paulo recebeu alta na última quarta-feira (04), um dia depois de completar 54 anos, e seguirá o tratamento ao lado da família, em Moraes Almeida, distrito de Altamira.

Já a jovem Danieli Costa Pereira, recebeu alta da unidade um dia antes de completar 24 anos e pôde celebrar mais um ano de vida ao lado de amigos e familiares, em Uruará.  Ela deu entrada no HRT no último dia 27 de abril, após sofrer uma queda da própria altura. 

Danieli disse que fraturou a tíbia em três partes e precisou passar por cirurgia. “Aqui, nós encontramos verdadeiros anjos. Fomos extremamente bem recebidos da primeira até a última pessoa que nos atendeu. Senti muito amor, carinho, atenção e cuidado por parte da equipe do hospital. Gostaria de agradecer a todos”.

Castelo de Sonhos -Localizado a mais de mil quilômetros de Altamira, o Hospital Público Geral de Castelo de Sonhos (HGPCS) é outra unidade do Tapajós que impactou positivamente na qualidade de vida da população. Pois é a porta de entrada para a atenção especializada, oferecendo retaguarda para a atenção básica de toda região. 

Apesar de ser uma unidade de referência em atendimento de baixa e média complexidade, o HPGCS oferta serviço de pronto atendimento 24 horas em Traumatologia/Ortopedia, Clínica Médica; Clínica Cirúrgica; Obstetrícia e Pediatria, incluindo todo o suporte necessário com exames laboratoriais e exames de imagem e métodos gráficos.

Em 2021, registrou 17.056 atendimentos no Pronto Socorro e apresentou um aumento expressivo na realização de cirurgias com um total de 216 intervenções. O ambulatório do HGPCS oferece atendimento nas especialidades de Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Ortopedia, Cardiologia, Anestesiologia. 

Na área de apoio diagnóstico, o HGPCS dispõe de exames laboratoriais, radiografia, ultrassonografia geral e com Doppler, eletrocardiograma e colposcopia, tendo realizado 14.472 exames durante o ano de 2021.

De acordo com o diretor do HGPCS, Diego dos Santos, a unidade passou a ser referência regulada e espontânea para a região, o que contribuiu com a possibilidade de atendimentos imediatos e de qualidade que impactaram na redução da mortalidade. “Embora seja um território com baixa densidade populacional, há um alto índice de trauma em virtude da característica da região”, observou.

Já no 1º trimestre de 2022, foram atendidos 5.896 pacientes no Pronto Socorro, realizadas 348 internações com uma média de 98% de alta por melhora.

Desde sua abertura o Hospital Geral Público de Castelo de Sonhos vem fazendo História no Distrito tanto nos atendimentos de Urgência e Emergência quanto nos procedimentos cirúrgicos. 

O secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, está satisfeito com os resultados desses hospitais, pois demonstram que o governo do Pará tem acertado ao continuar descentralizando serviços especializados para todas as regiões do estado. “É gratificante saber que muitas pessoas estão sendo atendidas na sua própria cidade ou região, que não precisam mais ir para Santarém ou vir para Belém, para receber o tratamento que merecem, em especial, as mulheres com gravidez de alto risco”, comemorou.

Belém -O Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), na capital, foi o primeiro a ser inaugurado em setembro de 2019. Na verdade, a unidade hospitalar já existia, mas ganhou uma nova estrutura física ampla e moderna, possibilitando a implantação de novos serviços importantes para a população da Região Metropolitana de Belém.

Ofertando atendimento em média e alta complexidade, com 340 leitos entre clínicos e UTI, o HRAS atende crianças e adultos em diversas especialidades. 

A unidade conta, ainda, com pronto atendimento pediátrico e obstétrico, abertos 24 horas para a população paraense, garantindo atendimento para os moradores do Distrito de Icoaraci e também das ilhas do entorno da capital.  

Com capacidade de realizar 815 procedimentos cirúrgicos, a unidade realiza cirurgia vascular geral, urológica, neurológica, endovascular, geral e de coluna e ortopédica pediátrica. 

O HRAS, ainda possui uma sala de hemodinâmica para a realização de procedimentos de alta complexidade, minimamente invasivos, como nas especialidades de cirurgia vascular e de neurológica.

Na área ambulatorial, o HRAS também oferece consultas em especialidades importantes como nefrologia, cirurgia vascular, urologia, neurocirurgia, neurologia endovascular e coluna.

No que tange a exames de imagem e métodos gráficos, além de exames mais comuns, o HRAS realiza tomografias, mamografia, ultrassonografias, endoscopia, colonoscopia, eletroneuromiografia, biópsia de mama e de próstata, diagnóstico de histológico e, ainda conta, com serviço de Hemodiálise, atendendo 68 pacientes por dia em três turnos.

Abaetetuba -O ponto forte do Hospital Regional do Baixo Tocantins Santa Rosa (HRBT), que é referência em média e alta complexidade para 11 municípios da região, é disponibilizar emergência obstétrica e em ortopedia 24 horas, com atendimento porta aberta, ou seja, não necessita de encaminhamento, basta o usuário se dirigir à unidade que será atendido. Antes, muitas vítimas de acidentes e mulheres em trabalho de parto precisavam vir para Belém para receber atendimento.

Entre os exames ofertados, merecem destaque ultrassonografia geral e com Doppler, mamografia, biópsia de mama, colo do útero e próstata, mapa, teste ergométrico, Holter, endoscopia, colonoscopia, ressonância e tomografia.

No que se refere a consultas ambulatoriais, o HRBT oferece ortopedia, urologia, obstetrícia de alto risco, ginecologia oncológica cirúrgica, anestesiologia, mastologia, cardiologia, coloproctologia, cirurgia vascular, neurocirurgia, bucomaxilofacial.

Capanema -O atendimento porta aberta em ortopedia é o ponto forte do Hospital Regional Público dos Caetés (HRPC). Só no período de abril de 2021 a março de 2022, foram 2.429 atendimentos de urgência e emergência. Mas o Hospital também oferece consultas ambulatoriais, exames e internações e cirurgias.

Os serviços de alta complexidade que são o diferencial na região são as consultas em Mastologia, Gastroenterologia, Cardiologia e Anestesiologia.

(Com colaboração de Moisés Sodré/HRT, Roberta Paraense/HRAS e Vera Rojas/HRPC)

Por Roberta Vilanova (SESPA)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Veja também